NOVIDADES

Blog

PROJETOS

Notícias

Portfólio

Obras executadas

NOVIDADES

segunda-feira, 30 de março de 2020

Arquitetura: resistência e amplitude com containers


Esqueça aquela ideia de que o container é apertadinho e quente! Nas mãos de arquitetos habilidosos, essa caixa de aço super resistente se transforma completamente, e com ela é possível construir as mais belas edificações com espaço de sobre e requinte de fazer inveja. A resistência dos containers e a possibilidade de criar grandes espaço com eles estão quebrando paradigmas na arquitetura, e assim esse sistema construtivo vem conquistado cada vez mais a preferência de arquitetos e clientes,  por oferecer muitas vantagens em comparação com a alvenaria, entre elas: redução nos custos - podendo alcançar economia de até 30% no orçamento, agilidade na entrega da obra e sustentabilidade.



Estrutura resistente

O container é uma caixa de aço muito bem estruturada e construída para resistir ao uso constante, em terra ou em mar, no transporte de mercadorias de diversos tipos, das mais simples as mais valiosas.  Por isso, é resistente a impactos, chuvas, raios, tempestades e até tsunamis.

Antes da invenção do container marítimo, pelo americano Malcom McLean, as mercadorias eram acondicionadas em grandes sacos ou malotes, e o transporte delas para dentro dos navios era feito de forma manual, um a um. Imagine como era para carregar 5 mil toneladas de café, por exemplo, do armazém até o navio. Foi vendo essa enorme dificuldade, e analisando as perdas de tempo e de mercadorias, que Mclean, na época empresário do ramo de transporte rodoviário, percebeu a urgência na padronização de grandes caixas de aço para atender o comercio exterior.

Assim, inspirado no transporte de mercadorias pelas ferrovias inglesas, ele adaptou o equipamento para as necessidades da navegação marítima, permitindo que as mercadorias pudessem ser transportadas numa caixa móvel, que saísse diretamente da carreta para o convés dos navios. O ganho de tempo foi enorme, e as perdas reduzidas a praticamente zero. A invenção dos containers em 1956 causou uma revolução na logística de transporte e na economia mundial, abrindo caminho para a globalização.


O que o senhor McLean provavelmente nunca imaginou é que anos mais tarde, a resistência, durabilidade e o design industrial do container despertariam o interesse de arquitetos do mundo todo para o uso dessa peça em seus projetos arquitetônicos, levando a mudanças de paradigmas, também,  na construção civil e oportunizando novas formas de uso aos containers descartados.

É possível ter pé direito alto e espaço amplo com containers?



“Sim, totalmente possível”, quem explica é o arquiteto brasileiro que mais projetou e construiu utilizando essa técnica construtiva. Celso Costa Filho afirma que o container é uma peça perfeita, e que pode ser adaptado aos mais variados projetos. Essa linda casa de container, projetada por ele para uma família de Santa Catarina, mostra como é possível ter um pé direito alto e ambientes muito espaçosos usando containers


“A solução nesse projeto foi trabalhar com os containers em paralelo, assim ganhamos o meio e projetamos um pé direito alto, que além de permitir a entrada de luz para o interior da casa, ainda ofereceu aos proprietários uma linda vista”

Abaixo, podemos ver outra proposta  do arquiteto Celso que mostra amplitude - Esse salão projetado com containers para uma escola de dança, com espaço para banheiros e camarim é mais um exemplo de como é possível construir grandes espaços com containers. 


“Nesse projeto usamos cinco containers unidos para conseguir a dimensão de 150 metros quadrados, e assim criamos o espaço necessário para o desenvolvimento da atividade de dança. Três, dos cinco containers, tiveram as chapas de aço laterais totalmente retiradas, mantendo a estrutura dos pilares, piso e teto. Mesmo retirando as chapas, conseguimos manter a integridade da peça, porque mantivemos os pilares”, explica Celso Costa.  

Balanço


Em arquitetura, “Balanço” é quando uma parte da estrutura se projeta sem uma sustentação aparente, proporcionando um visual leve ao projeto, ao mesmo tempo em que flexibiliza a circulação abaixo dela.


Nesse projeto da arquiteta mineira Luíza de Oliveira, o balanço logo na entrada do prédio da loja Green Co, mostra como os containers são excelentes para a criação dessas estruturas.

O arquiteto Celso Costa Filho, responsável pela execução dessa obra, na cidade de Campo Grande-MS, explica que os containers são empilhados pelas castanhas (peças que ficam nos cantos para união das vigas do container), sendo assim o container já tem um vão livre de 12 metros de comprimento, ou seja, a parte de baixo do container não encosta no chão ou em outro container quando empilhado, eles se apoiam apenas pelas quatro castanhas de canto. “Por isso essa peça é excelente para ser trabalhada em balanço, a estrutura é resistente, mas ao mesmo tempo é leve, por isso podemos usar por volta de 40% do seu tamanho para projetar o balanço”, resume. 

Outro exemplo de como o Balanço foi bem aproveitado vem de Londres, onde a cadeia  de restaurante com tema mexicano Wahaca ergueu uma edificação com containers


Nesse projeto, dois containers de 12 metros de comprimento foram empilhados de forma que a estrutura do segundo andar pudesse projetar um balanço de aproximadamente 3,5 metros, permitindo a circulação de clientes embaixo para adentrar ao restaurante.

Uma grande obra com containers

Se você tem a ideia de que containers só servem para pequenos projetos, então conhecer essa proposta do escritório espanhol Fenwick Iribarren Architects vai colocar por terra todas as suas crenças sobre esse sistema construtivo.


Trata-se de um projeto ambicioso e milionário para atender nada menos que a Copa do Mundo da Fifa, em 2022,  que será disputada no Qatar. Estamos falando do estádio Ras Abu Aboud que será construído utilizando a estrutura de containers para permitir uma montagem rápida e eficiente do Estádio, e desmontagem da estrutura logo após a realização do evento para ser transportada para outro local.


Com 450 mil metros quadrados, o terreno localizado à beira-mar, no  sudeste de Doha, vai abrigar o estádio com capacidade para 40.000 pessoas. Ele será construído com uma série de blocos modulares, formando uma estrutura em harmonia com a arquitetura do entorno portuário do estádio. Os containers serão adaptados para abrigar áreas de escadas, lojas e sanitários.

Sobre esse projeto, o arquiteto Celso Costa Filho explica que não serão utilizados containers reciclados na construção do estádio, mas que isso não significa que o projeto deixa de ser sustentável. 


“Mesmo utilizando containers novos, a modularidade do projeto vai permitir economia de materiais, menos desperdício, redução na emissão de carbono em comparação com as tradicionais técnicas construtivas e, ao mesmo tempo, vai reduzir bastante o tempo de construção, em três anos aproximadamente. Tudo isso contribui para a sustentabilidade do projeto, e deixa um importante legado para o futuro!” conclui. 

O estádio Ras Abu Aboud visa alcançar certificação de quatro estrelas do Global Sustainability Assessment System (GSAS).


Texto: Alexsandra Oliveira

Gostou? Compartilhe com seus amigos
Contato: 67 99967-0120
contato@costacontainer.com.br

terça-feira, 24 de março de 2020

Construção com container: saiba por que esse é o melhor investimento do momento






A canção “O dia em que a Terra parou”, lançada em 1977 pelo cantor e compositor Raul Seixas, retrata de forma quase fiel os dias que estamos vivendo neste março de 2020.

Foi assim
No dia em que todas as pessoas
Do planeta inteiro
Resolveram que ninguém ia sair de casa
Como que se fosse combinado em todo
O planeta
Naquele dia, ninguém saiu de casa, ninguém ninguém”

Os impactos da pandemia por coronavírus têm exigido medidas de urgência dos governos no mundo inteiro com o objetivo de tentar diminuir a velocidade de contágio entre as pessoas por Covid-19. A paralisação de aeroportos e de serviços não essenciais e, ainda, o isolamento social foram providências que se mostraram eficazes no combate a disseminação da doença,  mas que, em curto prazo, podem ter como efeito colateral o colapso da economia em escala global.
Na véspera da sexta-feira 13, o azar atingiu em cheio os investidores em Bolsas de Valores em todo o mundo. Eles tiveram o pior dia das últimas três décadas e amargaram grandes perdas. O índice Dow Jones desabou 9,99%, Nasdaq recuou 9,43% e o S&P 500 caiu 9,51%.

No Brasil, as incertezas fizeram o Ibovespa recuar 19,60%, a Bolsa de Valores acionou o circuit breaker duas vezes naquela quinta-feira, 12 de março, e quando estava prestes a acionar pela terceira vez, o banco central americano (FED), anunciou compras de títulos do tesouro americano.  A medida aumentou a liquidez no mercado financeiro e, graças a isso, foi possível reverter a queda do Ibovespa, que reduziu as perdas para 14,78% ao fim do pregão. Na abertura dos mercados, o dólar disparou, e pela primeira vez na história a cotação da moeda ultrapassou os R$ 5.

A pergunta que fica é: com esse cenário desolador, onde e como investir?
Quem responde não um especialista em mercado financeiro, mas um arquiteto e urbanista, que encontrou na logística reversa um meio para diminuir os impactos negativos causados pelo ramo da construção civil e, também, um mercado promissor e capaz de fazer seus clientes lucrarem.


Nessa entrevista, Celso Costa Filho, conhecido como o arquiteto das casas de container, explica por que esse sistema construtivo pode ser o melhor investimento em tempos incertezas.

Blog CC – Por que o senhor defende que investimentos na construção com container podem ser a saída para os investidores nesse momento de crise?


Celso Costa Filho – O sonho de todo investidor é realizar investimentos rentáveis e seguros, no entanto, essa não é a lógica do mercado! Quem busca segurança, precisa se contentar com baixa rentabilidade, a exemplo da poupança, considerado o pior investimento de todos; ou a renda fixa, que tem alta liquidez, porém baixa volatilidade.
Na Bolsa de Valores você pode até ganhar algum dinheiro, mas precisa aceitar riscos enormes, como ver o seu dinheiro virar pó de um dia para o outro, a exemplo do que aconteceu na quinta-feira, dia 12 de março.

Construir com container é um investimento inteligente e seguro. Inteligente, porque você está investindo em um sistema construtivo em que não há perdas ou desperdícios de materiais, como ocorre com o sistema de alvearia; e seguro, porque a durabilidade do container ultrapassa um século. Podem vir raios, tempestades, pandemias e até tsunamis, o aço Corten resistirá! Então, a qualidade do investimento já começa pela resistência e durabilidade da peça. Estamos tratando também de versatilidade. 

Blog CC - Por que versatilidade? Explique melhor!

Celso Costa Filho – Quando comecei a trabalhar nesse segmento era possível adquirir um container por menos de três mil reais, hoje, ele custa mais que o dobro. E isso acontece, especialmente, porque o mercado de casa container cresceu bastante. Qual investimento rendeu o dobro para seus investidores nos últimos anos?
A Bovespa, que é a única Bolsa de Valores que temos no Brasil,  tem mais de 300 companhias brasileiras listadas, e é possível negociar também com ações de outras 100 empresas estrangeiras. Muito bem, quantas e quais ações foram capazes de dobrar o dinheiro do investidor nos últimos dois anos?

É verdade que alguns fundos de investimento alcançaram, no último ano, média de quase 70% de retorno aos acionistas. Esse número é o dobro do índice Bovespa, que subiu 31,58% no mesmo período.  Mas aí, eu pergunto? E se você não tem essas cartas vencedoras nas mãos, quais serão as suas chances de lucrar?

Quando falo em versatilidade, me refiro aos diversos investimentos que se pode fazer a partir do container. Quem investe em container não erra!

Estou desenvolvendo um projeto para um cliente que não tem muitos recursos para investir. Inicialmente, falamos de um investimento em torno de R$ 100 mil. Em princípio, ele pensou em uma casa para alugar, que renderia a ele aproximadamente R$ 1.500,00 por mês de aluguel. Conversamos, falamos sobre investimentos, mostrei alguns projetos, falamos sobre rentabilidade. Dias depois ele voltou decidido, e demos início a um projeto comercial com containers de 20 pés para ele alugar para micro empreendedores. 



São pequenas lojas que vão abrigar temakeria, barbearia, esmaltaria, café e uma loja de acessórios femininos. Investimento inicial de R$ 100 mil, sendo,   aproximadamente, R$ 20 mil por cada container transformado. Mas o que aconteceu nos dias seguintes ao fechamento do contrato foi ainda mais animador: antes mesmo de darmos início a transformação dos containers, ele conseguiu alugar as lojas e os interessados pagaram antecipado para garantir as reservas. Isso o deixou tão animado que ele já pensa em encomendar mais 5 unidades. 

Então vamos a uma conta simples. Ele investiu 100 mil reais em 5 lojas de container para alugar. Antes mesmo de estar com as lojas prontas, já começou a ver o retorno do investimento, porque ele cobrou um sinal de cada comerciante para reservar as lojas. Ele tem agora R$ 100 mil investidos em patrimônio (containers), e em dois anos ele terá o retorno total desse investimento, ou seja, mais 100 mil em dinheiro. Só isso já seria ótimo, mas ele ainda garantiu uma renda passiva de quase R$ 5 mil por mês com alugueis. É ou não um excelente investimento?

Tenho outro cliente que comprou um container para guardar sal para o gado. O container ficou um ano servindo como depósito. Depois desse tempo, ele teve uma proposta de compra para o container, mas como ele precisava de um escritório, sugeri que ele usasse o container para isso. Então fizemos a transformação do módulo, e ele economizou mais de 50% do que investiria numa construção convencional. Tempos depois, o container foi transportado para outro lugar, fizemos nova adaptação para dois dormitórios com banheiro. O cliente gostou tanto dessa versatilidade que comprou mais três containers, vai usar como depósito por um tempo e depois pretende ampliar a sede da fazenda. Ele assimilou o custo/beneficio de investir em containers.

Vou dar mais um exemplo. Um dos meus clientes pretende construir um Food Park com containers. O investimento custará 30% menos se comparado a alvenaria, e ele ainda descobriu mais uma vantagem: poderá transportar as unidades para outro lugar no futuro.
É dessa versatilidade que estou falando, o container pode ser transformado para atender aos mais variados projetos e, ainda, pode ser transportado para outros lugares. Para os investidores isso pode ser muito promissor. 

Quer outro exemplo? A empresa belga Sleeping Around soube muito bem aproveitar essa versatilidade dos containers. Eles criaram quartos de luxo com todo conforto e comodidade dentro de containers. As suítes têm ar condicionado, camas confortáveis e até móveis com design. E qual foi a sacada deles? Transformaram o negócio em um hotel itinerante, que vai aonde as pessoas estão. Para saber onde o hotel está, você pode acompanhar a localização pelo site deles, e fazer a reserva! Isso é fantástico.  



É disso que estou falando quando uso a palavra “versatilidade”, mas poderia também substituir essa palavra por “vantagens”. Os investidores podem lucrar de muitas formas investindo em construções com containers, e esse é um investimento muito seguro.

Gostou? Compartilhe com seus amigos! 
Contato com o arquiteto: 67 99967-0120 
contato@costacontainer@hotmail.com 

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Uma viagem muito especial


Containers cruzam os mares sempre carregados de objetos que atendem aos mais variados desejos - desde peças de vestuário, eletrônicos, até grãos e itens de primeira necessidade. São módulos resistentes e que oferecem muita segurança para transporte internacional de produtos. Se pudessem falar, certamente contariam muitas histórias dessas viagens incríveis em alto mar. 




Esse lado mais poético dos containers, inspira o projeto dessa linda biblioteca, uma vez que os livros também permitem a nossa imaginação viagens incríveis.  Assinado pelo arquiteto Celso Costa Filho, um dos mais gabaritados profissionais do Brasil em projetos e obras com estrutura de container, a Biblioteca foi instalada em uma fazenda próxima ao Município de Campo Grande-MS


No térreo, um container de 40 pés, vai abrigar as estantes  para a exposição dos livros. O segundo pavimento foi construído com a estrutura de um container de 20 pés, e será instalado um escritório  com saída para um deck, onde os proprietários poderão apreciar a natureza ao redor. 


Obra limpa, seca e rápida com a garantia Costa Container 

Gostou? Compartilhe com seus amigos 
Informações sobre projetos - 67 99967-0120

quarta-feira, 8 de maio de 2019

...não use container no seu projeto!

Se desconhece a técnica, por favor, não use container no seu projeto! 

O alerta é do arquiteto Celso Costa Filho, pioneiro no Brasil em construções com containers e autor de mais de cem projetos com esse sistema construtivo.

Construções com containers são excelentes, rápidas, sustentáveis e custam, geralmente, mais barato que alvenaria, mas exigem conhecimentos técnicos muito específicos, que são aplicados desde o projeto arquitetônico quando é realizado o estudo de conforto ambiental. “Sem esse estudo, que é elaborado com base nos dados do terreno do cliente, a chance de ter uma casa ineficiente, muito quente no verão e gelada no inverno, é enorme” explica.
Uma pesquisa realizada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-BR), e exibida no programa Fantástico da Rede Globo, revelou que mais de 80% dos brasileiros fazem obra sem arquiteto ou engenheiro. Apesar de ser ilegal, muitas pessoas arriscam construir por conta própria, mesmo existindo uma lei que garante o auxílio técnico gratuito.

De acordo com Celso, quando se trata de casa container, construir por conta própria ou sem conhecimento técnico é ainda mais arriscado. “Meu conselho para quem deseja construir usando containers é primeiramente contratar um arquiteto; e para o arquiteto, é se especializar no assunto, porque essa técnica é fantástica e muito superior a alvenaria, mas exige especialização” alerta Celso.
O arquiteto ressalta que a técnica construtiva por container não é ensinada na faculdade, e que ele mesmo teve que se dedicar muito ao tema. Depois de se debruçar em teorias, ele se mudou para o Guarujá, no litoral paulista, para estar mais perto do Porto de Santos e poder aplicar na prática os conhecimentos adquiridos. Desde que iniciou os estudo em 2008, Celso tem se dedicado exclusivamente a arquitetura com containers.
De tanto ser procurado para orientar trabalhos acadêmicos, e também por arquitetos interessados em aprender mais sobre esse sistema, Celso passou a ministrar o curso “Aprenda a projetar com container”, ofertado na modalidade presencial.
“Agora em maio (2019) estou ministrando o curso em Campo Grande-MS, e no mês que vem estarei em São Paulo. Em breve vou disponibilizar o curso também pela internet, com opções de mentoria e encontros presenciais em várias capitais do País”, revelou. 
Além do curso, o arquiteto tem compartilhado os conhecimentos com acadêmicos e profissionais de arquitetura, por meio de palestras em universidade e também workshop em eventos. Contato para contratação de palestras, ou entrevista podem ser feitos pelo telefone 67 99685-6789. Para informações sobre o curso – 67 99955-0120.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Arquiteto e professor é destaque na Expo Container City

Conhecido como o arquiteto das casas de container, Celso tem se dedicado também a ensinar a técnica construtiva

Menos impacto para o meio ambiente e mais qualidade na construção, esses foram alguns dos tópicos abordados durante a palestra "A importância do container na arquitetura sustentável", ministrada pelo arquiteto e professor Celso Costa Filho, durante a Expo Container City, primeira exposição no Brasil dedicada à construções modulares e de containers, realizada entre os dias  10 e 14 de abril de 2019, na cidade de São Paulo.

Celso, que é conhecido nacionalmente como o arquiteto das casas de container, tem dedicado sua carreira à pesquisa e desenvolvimento de projetos utilizando a estrutura de containers marítimos  usados.

Pioneiro no Brasil no segmento de construções com containers, Celso já tem mais de cem projetos no currículo. Além de projetar, o arquiteto também mantém um terminal de containers na cidade de Campo Grande-MS, onde os módulos são transformados em unidade habitável.


Com vasta experiência no ramo, Celso tem sido constantemente convidado a palestrar em universidades e eventos sobre essa técnica construtiva.



Outra atividade desempenhada pelo arquiteto das casas de container são os cursos rápidos, em que ele ensina os segredos para projetar, e a técnica na hora de construir com os containers. Ministrado na modalidade presencial, está agendado para início de maio uma nova turma na cidade de Campo Grande-MS. 


Ainda no primeiro semestre de 2019, Celso deve ministrar o curso na modalidade presencial em São Paulo. O arquiteto também está trabalhando no desenvolvimento do curso online, previsto para o segundo semestre de 2019, que será traduzido também para o inglês. 

Gostou? Compartilhe com seus amigos. 
Informações: 67 99955-0120

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Expo Container City - São Paulo


A importância do container na arquitetura sustentável 



O arquiteto Celso Costa Filho, conhecido nacionalmente como o arquiteto das casas de container, confirmou participação na Expo Container City, o maior encontro voltado ao segmento de containers transformados e construções modulares industrializados da América Latina, que será realizado em São Paulo, no mês de abril.


A participação do arquiteto está confirmada para o dia 12 de abril, às 17 horas, com a palestra “A importância do container para a arquitetura sustentável”, em que ele destaca as vantagens desse sistema construtivo para a manutenção de um meio ambiente mais saudável.


“Construir com container permite trabalhar com um estilo bem específico, é verdade, mas esse sistema modular vai muito além disso, porque oferece a possibilidade de exercer uma arquitetura de baixíssimo impacto para o meio ambiente, além da economia de tempo e dinheiro na execução dos projetos”, destaca o arquiteto. 

A Expo Container City será realizada de 10 a 14 de Abril no Complexo Center Norte, em São Paulo, localizado ao lado da Marginal Tietê. Para participar da Exposição, o visitante deve fazer o credenciamento gratuito no site do evento, por meio do endereço eletrônico www.expocontainercity.com.br

Novidade!


Há onze anos o arquiteto se dedica exclusivamente à arquitetura com containers, pesquisando e desenvolvendo processos para aperfeiçoar ainda mais essa técnica construtiva. Com mais de cem projetos no currículo, Celso está  trabalhando, atualmente, no lançamento do seu primeiro curso online, e pretende ensinar, além das técnicas construtivas,os segredos para o reconhecimento, a segurança profissional e a lucratividade no nicho que mais cresce na Arquitetura Mundial. 


"Quero passar todo esse conhecimento aos meus alunos, para que eles tenham segurança e precisão para atuar nesse segmento” ressalta. 

Durante o evento, Celso deve fazer o lançamento oficial do curso. Informações sobre o curso online logo estarão disponíveis aqui no canal.

Veja abaixo alguns dos projetos com containers assinados pelo arquiteto Celso Costa Filho. 












Gostou? Compartilhe com seus amigos
Info: contato@costacontainer.com.br 
67 99967-0120 /099685-6789

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Pelo Mundo - Paraguai


A casa Laif criada pelo arquiteto Aldo Cristaldo é um exemplo de como os contêineres podem ser incorporados em projetos sofisticados e de alto padrão. 

No projeto, além de ferros e vidros,  foram utilizados três contêineres, sendo dois de 20 pés e um  de 40 pés, e a estrutura toda levou apenas 60 dias para ficar pronta.


Com  320 m² de área, a casa Laif  tem três pavimentos com sala de estar, sala de jantar e cozinha, três quartos, uma sala de banho, biblioteca, closet e um terraço onde é possível instalar uma churrasqueira.




A casa foi projetada para que possa caber em um caminhão e ser levada para onde o proprietário desejar.


No Brasil. o arquiteto Celso Costa Filho é um dos pioneiros das casas de contêiner, com mais de cem projetos no currículo. Ele defende que os módulos vão muito além de um estilo. "Os contêineres se adaptam aos mais variados projetos, e oferecem muitas possibilidades, além disso permitem uma obra seca, sem desperdício e com tempo de execução bastante reduzido", explica


 Ainda de acordo com o arquiteto Celso a outra vantagem é a sustentabilidade "Na prática, quando construímos com contêineres estamos reciclando, ou seja, dando uma destinação correta a uma embalagem que foi descartada". ressaltou

Ocorre que os contêineres têm uma vida útil no mar, geralmente dez anos. Depois desse tempo são  substituídos pelas empresas de transporte marítimo e acabam sendo descartados ou vendidos. São esses os contêineres que os arquitetos estão utilizando para construir casas.



Outro ponto forte é a economia. Como não há desperdício de material e a mão de obra usada nesse tipo de construção é especializada, estima-se que a economia possa chegar até 30% se comparada a uma construção convencional


A Casa Laif foi especialmente montada para participar da Casa Cor Paraguai, e foi construída pela empresa Bauen.

Fonte: casacor.abril.com.br


Gostou? Compartilhe com seus amigos
Costa Container Arquitetura 
67 99967-0120